Hora de dormir

Se aproxima a hora de ir dormir? Consegui alguns curativos, mas não consigo fechar os buracos do meu coração. Por um momento esqueci que não posso abrir meu peito, e muito menos ver o órgão que tanto admiro. Mesmo sem conseguir vê-lo, sei que é dele que vem todo esse sangue, junto da imensa dor. De alguma forma eu preciso fazer com que tudo isso pare, mas não sei como. Não posso dormir durante a minha vida? Eu sei que infelizmente não. A hora de dormir, passar a ser aquela em que a falta de ar é intensa, explorando a resistência dos meus pulmões e capacidade de aguentar tamanho desespero. A hora de dormir, se torna aquela em que a dor me domina e transmite uma ilusão de que não existe força capaz de me levantar, de me fazer acordar. Não de abrir os olhos, mas de posiciona-los de forma horizontal, para que eu possa ver lua, o sol indo repousar, e até mesmo as estrelas. É... A hora de dormir, passa a ser agora

Me ensinem

Nunca reparei o clima para chegar a ter preferência por algum, mas essa leve chuva me agrada, assim como esse cheiro de terra molhada seguido de uma leve brisa que refresca o ambiente, me obrigando a embrulhar-me, e fazendo com que eu me sinta seguro. Hoje me sinto seguro dentro do meu quarto, embaixo de um cobertor, ouvindo músicas que me agradam...
Coração? Eu não sou melhor do que qualquer pessoa que habita esse mundo, que sobrevive as dores e luta intensamente por melhorias. Meu coração pode parecer um coração qualquer, mas não é. Sofrimentos e dores sofridas são o suficiente para descobrirmos a hora de fechar nossos corações? Existe uma hora exata para isso? Me ensinem a viver no mundo de vocês, mas não me obriguem a viver como vocês vivem.

O caminho certo

É... Quantos suspiros costumo dar ao longo do dia? Não importa, é apenas uma pergunta retórica. 
Atravesso esse caminho a anos, e sempre conheço pessoas novas, poucas, mas conheço. Vejo tudo escuro ao meu redor, sinto muito frio, e mesmo assim acabo cedendo meu casaco a quem decide me acompanhar, dessa forma, me sinto aquecido.
Costumo andar com as mãos no bolso, ou geralmente com elas atrás do meu corpo, uma segurando a outra. Tento me doar para as pessoas que se aproximam, mas sempre me ferem antes de desistirem de me acompanhar. É o caminho certo, eu sei! Apenas me deixem caminhar, caminhar até meus pés sangrarem... 

Não consigo esconder?

Não consigo esconder? Estou triste a esse ponto? Peço que não se incomode com minhas lágrimas. Sabe, cada dia que passa, eu luto! E o que parece? Que estou lutando para nada, uma vez que os desafios ficam cada vez mais complicados...
Pessoas falam que nossas almas são boas, que temos o coração grande. Qual o sentido de tudo isso? Acredito que seja sofrer, já que com coração maior do que o dos outros, somos capazes de suportar sofrimentos maiores.
Quero ser eu, mas esse mundo não está permitindo. Toda vez que eu tento, ele me machuca. Não aguento mais, sério!
Meu coração é delicado, você cuidará com carinho dele? Essa é uma pergunta que poucos se arriscam a responder.
Estava pensando, que tudo tem o seu momento difícil. E quando você apoia quem você ama, mesmo sofrendo? Isso sim é amor. Falando nisso, peço perdão as pessoas ao meu redor. Qual o motivo do pedido? Eu sei que mesmo não querendo, me tornarei o que sempre tive medo de ser. Um garoto que não acredita mais no amor. Um ser frio. Enquanto isso, eu sei que ainda tenho sentimentos, e vou parar de falar. Não consigo enxergar as palavras, devido as lágrimas...

Sem saber se vai amar

Minha garganta está seca e meus pulmões suplicam por ar... Como cheguei a essa situação? Perguntas sem respostas, é tudo o que eu sei fazer. Chorar sem parar, não me proporciona um alivio, só faz o meu coração doer.
Procuro músicas semelhantes ao momento que estou vivendo, e encontro simples palavras, pequenos versos, cada um, de um gênero diferente, que para o meu espanto, retratam um momento que já vivi, o momento que estou vivendo... São dores reais, ou apenas comerciais? Ao realizar essa pergunta, descobri que ainda existe esperança. Esperança essa, de que essas letras, e os pequenos versos expostos, sejam experiências já vividas pelos seus compositores. Não, eu não desejo essa dor a ninguém! Perguntei pelo simples motivo, de querer saber se existe cura, ou se o caminho para esse sofrimento, não é aquele que poderia considerar plausível.
Entreguei meu coração, puro, sem medo, mágoas ou frustrações. Sem saber se de propósito, ou apenas por distração da minha companheira, ganhei um presente! Algo embrulhado de forma rústica, derramando um liquido vermelho. Fiquei com receio de abrir, mas como era um presente, não hesitei, e abri com tamanha alegria, esperando algo bom. Após reparar com espanto, pude perceber que aquilo, embrulhado em um papel rústico, era o meu coração, e que o liquido que estava sendo derramado, era o sangue do mesmo escorrendo... Como ele voltou? Da pior forma possível que um coração pode viver; sem saber se um dia terá a capacidade de amar novamente...

Conquistar

Olá sol, vejo que já está indo dormir, mais um grande dia de dever cumprido não? Deve estar satisfeito...
Gostaria de seguir seus passos, grande sol! Você deve estar cansado, querendo dormir, mas preciso conversar, será que pode me escutar?
De certa forma, eu sinto uma grande admiração por você. Eu tenho a mesma disposição que você tem, mas não tenho o poder de invadir, e conquistar, assim como você faz todos os dias...
O coração dos seres humanos é medroso, não costuma acreditar nas palavras verdadeiras e sinceras. Não tiro a razão do mesmo, o meu coração também tem medo!
Sol. Eu quero, assim como você, viver uma conquista diária, diferenciada. Eu quero acordar e pensar em como conquistarei a mulher dos meus sonhos. É isso que me fará feliz, sem dúvidas!
Amar, você sabe como é grande sol? Amar é como voar, e admirar o silêncio, o sorriso mais puro e verdadeiro. Amar, é olhar nos olhos da pessoa oposta, e recolher toda a sinceridade, e boas intenções que a mesma tem, para com você. Amar, é sentir-se sufocado por algo forte, que alimenta dia após dia, a sua felicidade, dando motivação para acordar, enfrentar todos os problemas da vida, como se fossem coisas minúsculas, sem significado algum. Ó, grande sol, eu gostaria de poder viver todos os meus dias dessa forma, mas confesso a você, que gostaria muito mais de poder fazer a garota dos meus sonhos, sentir tudo isso. Quero poder conquistar a mesma, colocando amor naquele delicado coração, trancar e jogar qualquer chave fora, permitindo a garota amada, que ela seja feliz, de forma eterna...
Sol, você está me ouvindo? Eu só queria ter a oportunidade de conquistar diariamente, constantemente, intensamente...

Não consigo

Abaixar a cabeça é o melhor a fazer? Ouvi uma voz, que me dizia para sair do local em silêncio, com a cabeça baixa após um erro meu... Que absurdo! Eu sou um ser humano, propício a viver, aprendendo a ser feliz. Essa é a verdade! Então, por qual motivo estou aqui, nesse ambiente escuro, olhando para o chão? Eu deveria estar olhando para frente, seguindo minha vida com a cabeça erguida, e com peito estufado. Um minuto, descobri que não posso fazer isso. Estou com falta de ar, e uma dor absurda próxima ao pescoço, que não me permite levantar o mesmo. Acho melhor continuar aqui, sentado, refletindo e pensando... Pelo menos enquanto durar essa dor. Senhor, você pode me fazer um favor? Apague a luz quando sair? Talvez eu até consiga dormir. Só não vou parar de me questionar, se essa dor está na parte do meu corpo que citei, ou se ocorre em meu coração?

 

Copyright © 2011 Mente versátil All rights reserved.