Clique aqui para conhecer

Que tal escrever sobre você? Futilidade em alguns pontos, em outros uma ferramenta profissional, é essa a visão que tenho sobre essa página de relacionamentos batizada de “Blogger”. No momento em que estava escrevendo minha visão parei para pensar... “Se for considerar uma futilidade, como poderei conhecer pessoas incríveis e me tornar amigo das mesmas?”
Sou um garoto que possui poucos amigos, me dedico por inteiro ao meu curso na faculdade, e infelizmente, não tenho tempo para levar uma vida virtual e muito menos social, confesso que gostaria muito de levar ambas as vidas, mas quando pensamos no futuro, e queremos o melhor, infelizmente temos que abrir mão várias coisas.

Não gosto de ambientes como festas, praça de alimentação e derivados. Ambientes como citei, me fazem sentir um desconforto enorme e aparente. Para me descrever por completo, acredito que falando de algumas crenças e amores, posso fazer isso de forma quase completa.
Amor. Acredito intensamente nessa palavra, e a definição que tenho para a mesma, escrevi a três anos atrás, e pretendo levar comigo eternamente; “É um preço que pagamos pela nossa felicidade, onde sentir-se bem, é preferir que a pessoa que amamos, seja feliz! O frio na barriga, o coração acelerado, uma sensação de medo misturada com prazer. Um simples abraço, longo e demorado, ao som da respiração da companheira, apenas pensando e refletindo o quanto a ama, o que pode fazer para, eternizar o momento...”. Explicar o amor, na maioria das vezes me faz sair do mundo em que vivemos e esquecer todo e qualquer problemas. Posso afirmar que falar sobre amor me deixa feliz. Quem ama vive seu próprio coração, passa a ser dominado pelo sentimento e não mais pela razão. Costumo relacionar minhas grandes paixões para falar do sentimento que acredito e venero, e a aviação é uma delas. Quando você não ama, certamente passa a ser aquele avião que está em contato com a pista, com os motores ligados pronto para decolar. Quando o avião, está em movimento, é você andando por todo caminho ruim da vida, o atrito com asfalto são os seus problemas e um constante contato com os mesmo pode ser visto em você. Quando o avião decola é o momento em que começa a amar, não sentir mais o atrito que o incomoda. Você passa a ser livre e feliz, conhecendo o sentimento mais lindo e puro que guardava.  
Aviação. Quando era pequeno, passava horas em um hangar de Brasília em meio as máquinas que me faziam sentir bem. Sabia o nome de todas, e sonhava um dia ter competência para assumir o comando como guia, para viver em contato constante com essas máquinas e ser feliz. Se esse sonho fosse possível, deixaria de obter boa remuneração. Sei que me sentiria realizado profissionalmente e estaria fazendo o que gosto.
Música. É a grande responsável pela minha variação de sentimentos, é o que limpa minha mente nos momentos mais difíceis. Acho incrível o poder que uma melodia tem de resgatar antigas lembranças e sentimentos.  
 

Copyright © 2011 Mente versátil All rights reserved.